Fatos Masculinos

Hepatite: saiba tudo sobre a doença, causas, sintomas e tratamento

hepatite

A hepatite é uma doença pouco comentada, no entanto ela pode ser bem perigosa e afetar a segurança de toda a sua família.

Conheça nesse artigo, mais sobre os tipos de hepatite e como se proteger dessa doença que pode destruir vidas.

O termo hepatite se refere a uma inflamação do fígado, causada por agentes externos, desses os agentes mais comuns são os vírus, excesso de medicamentos e abuso no consumo de bebidas alcoólicas.

Aprenderemos sobre cada uma das hepatites e como se proteger delas de forma eficaz, além de algumas dicas fundamentais sobre o assunto, é claro.

Histórico da hepatite

A hepatite pode parecer para você uma doença recente, mas na verdade ela já foi relatada em alguns documentos muito antigos.

A literatura chinesa possui relatos de um grande surto de icterícia que datam mais de 2.500 anos.

Hipócrates, que era bastante sábio, escreveu algumas observações sobre as suas teorias sobre a icterícia e a sua relação com o fígado, segundo ele, o acúmulo de líquido no abdome, poderia ser causada por alguma patologia crônica desse órgão.

No entanto, somente no século XVIII o termo hepatite foi inserido em um trabalho científico.

Quais os tipos de hepatite que existem?

Para a ciência, existem cinco tipos de hepatite identificadas através de agentes infecciosos: A, B, C, D e E.

A diferença entre cada um é como eles se manifestam no organismo do indivíduo infectado.

A hepatite A, tem a sua transmissão por manuseio de água ou alimentos contaminados, também ocorre contaminação por contato sexual.

Já a hepatite B (HBV), tem a sua transmissão por via de fluidos corporais.

Não apenas o contato sexual é uma forma de transmissão como também:  o compartilhamento de equipamentos cortantes (lâminas de barbear, alicates), objetos que furam (seringas). E ainda há o contato através da mãe para o filho.

O vírus da hepatite C (HCV) é transmitido através de fluidos corporais assim como o vírus da hepatite B, uma forma de se prevenir contra a infecção é não compartilhar agulhas, alicates ou lâminas de barbear e também sempre usar camisinha durante as relações sexuais.

Hepatite alcoólica

O excesso de bebidas alcoólicas pode levar a esse caso de hepatite crônica, nesse caso é importante seguir orientações médicas para que não se agrave a ponte de levar a uma cirrose e nem insuficiências hepáticas.

Alcoolismo — A Cura: O Método Sinclair — A solução medicamente comprovada para eliminar a dependência do álcool eBook Kindle:

Hepatite medicamentosa

O uso de medicamentos em larga escala, pode ocasionar o que chamamos de hepatite medicamentosa, pois nesse caso, o fígado sofre agressões pelos medicamentos.

Para isso é importante que seu médico sempre seja consultado quando você estiver sobre efeitos de cargas medicamentosas altas.

Hepatite autoimune

Um pouco mais rara, esse tipo de hepatite ocorre quando o sistema imunológico do indivíduo possui uma falha, e os anticorpos produzidos se voltam para atacar o próprio fígado.

Esse tipo tem uma ocorrência maior no sexo feminino e se não tratado, o quadro pode evoluir para uma cirrose hepática.

Curiosidades sobre a hepatite

  • No ano de 1942 ocorreu a primeira transmissão voluntária de hepatite infecciosa por parte de um médico austríaco e três estudantes de medicina da Universidade de Viena. O grupo bebeu o suco gástrico de um paciente com hepatite infecciosa e após algumas semanas, todos apresentaram os sinais e sintomas da hepatite aguda.
  • A vacina da hepatite B, se tornou parte do calendário de vacinação infantil desde o ano de 2014, as crianças de um a dois anos de idade precisam tomar a vacina.

Hepatite no Brasil

Em nosso país, os tipos de hepatites mais comuns são as virais do tipo A, B e C, a hepatite do tipo D possui uma grande frequência na região norte, mas esse tipo de infecção só corre em pacientes que já estão infectados com o tipo B.

Sendo que muitas pessoas podem estar contaminadas com o vírus da hepatite B ou C mas ainda não tomaram conhecimento disso.

A hepatite E pouco tem sido notificada no Brasil, ela possui a transmissão semelhante à hepatite A de forma oral-fecal, suas formas de prevenção também são semelhantes. É um tipo de hepatite que pode afetar rebanhos de porcos.

A prevenção desse tipo específico de hepatite pode ser feita com o correto cozimento das carnes de porco antes do preparo das refeições

sintomas da hepatite

Nem sempre o indivíduo que estiver com hepatite irá desencadear todos os sintomas, no entanto, caso você apresente mais de dois sintomas citados nesta lista interessante averiguar com um médico especialista.

  • Cansaço excessivo no decorrer do dia;
  • Vômitos e enjoos;
  • Pele e olhos amarelados (icterícia);
  • Fezes claras;
  • Urina escura;
  • Mal-estar geral.

Prevenção da hepatite

O melhor meio de se prevenir sobre qualquer doença e conhecendo um pouco sobre ela, pois assim você tem familiaridade sobre o que ela é, o que causa e como proceder para evitar que seja contaminado.

Em seguida temos a vacina, que é um tipo de prevenção contra as hepatites do tipo A e B.

A vacina da hepatite B é ofertada gratuitamente pelo SUS (Sistema único de saúde) estando de acordo com o Programa Nacional de Imunização.

Para receber as doses de vacina se informe no posto de vacinação mais próximo da sua casa.

Diagnóstico e tratamento da hepatite do tipo B e C

Tanto o diagnóstico dessa doença, quando o seu tratamento se ocorrerem no início proporcionam uma melhor evolução para o paciente evitando que o quadro se agrave para cirrose ou câncer hepático.

O diagnóstico pode ser feito através de exames que são solicitados por um médico e feitos em laboratórios, ou também podem ser realizados testes rápidos que ficam prontos no mesmo dia em poucas horas.

Os testes rápidos para os tipos de hepatite B e C, estão disponíveis no (SUS) sistema público de saúde, qualquer pessoa que tenha suspeita pode realizar os testes de forma gratuita.

Para as mulheres que estão grávidas, o exame de hepatite B faz parte dos exames que compõe o pré-natal. Caso o exame constate que há infecção com o vírus da hepatite a grávida deverá ser tratada, seguindo todas as orientações médicas durante todo o período da gravidez.

Tratamento da hepatite

A hepatite A é uma patologia aguda o seu tratamento consiste em uma dieta rica em nutrientes e em um período de repouso.

Após o período de algumas semanas o sistema imune do paciente volta a se fortalecer, ao estar imunocompetente o paciente não voltará a ter uma nova infecção.

Nos casos de hepatite B o tratamento consiste em sua fase crônica o uso de medicamentos antivirais.

Na hepatite C, os medicamentos antivirais são utilizados tanto na fase crônica como na fase aguda.

Para as hepatites autoimunes, são indicados o uso de corticosteroides e também imunossupressores.

Para a hepatite alcoólica, o médico poderá prescrever corticosteroides, juntamente com sais minerais e algumas vitaminas.

A hepatite que ocorre por excesso de medicamentos o caso deve ser acompanhado pelo médico para dar um suporte, se necessário, se a intoxicação tiver sido feita pela ingestão de paracetamol, a acetilcisteína é uma indicação necessária.

O que é importante e preciso saber para o tratamento?

É importante salientar que qualquer tipo de hepatite deverá ser diagnosticada e ter seu tratamento indicado por um médico especialista.

Um hepatologista, um infectologista ou um gastro são médicos que podem realizar o seu acompanhamento.

Apenas eles devem prescrever as medicações indicadas para o caso de hepatite que for comprovada através dos exames.

Em hipótese alguma se medique por conta própria, pois além de não realizar um tratamento eficaz, você poderá inclusive agravar ainda mais o seu caso.

Também tenha a consciência que a interrupção do tratamento por conta própria, nem tome as doses dos medicamentos em maior ou menor proporção, qualquer alteração interfere na sua evolução.

O que está ao seu alcance são os seus cuidados em gerais com a sua higiene e com a higiene de sua casa.

Além disso um apoio nutricional para que você possua uma dieta rica em substâncias que ajudem a deixar o seu organismo mais forte é muito eficaz no tratamento da maioria das doenças.

Hepatite fulminante

Dentre algumas complicações que podem ocorrer nos pacientes que tem hepatite, é a sua evolução para o quadro de hepatite fulminante com encefalopatia hepática, onde ocorrem alterações neurológicas (confusão da mente ou em alguns casos a evolução para um coma).

Nesses casos uma indicação que sempre deverá ser feita é de um transplante do fígado, essa indicação deverá ser feita pelo médico que realiza o atendimento do paciente.

Prevenção da hepatite

A prevenção eficaz contra os tipos existentes de hepatite é feita com a melhora das condições de higiene e saneamento básico, bem como alguns cuidados gerais. Citamos alguns exemplos:

  • Lavar as mãos antes de depois de ir ao banheiro, realizar as refeições e preparar ou manusear os alimentos.
  • Não fazer sexo sem usar camisinha.
  • Não compartilhar objetos cortantes com pessoas, ainda que sejam pessoas próximas a você.
  • Cozinhar muito bem os alimentos de origem animal, como: carne de porco e os frutos-do-mar.
  • Evitar se banhar (ou ter qualquer contato) em rios ou riachos que estejam próximas a esgoto de céu aberto.
  • Se houver na família uma pessoa que esteja infectada com hepatite A, é importante realizar a limpeza do banheiro com água sanitária.
  • Lavar os talheres de consumo familiar adequadamente, bem como as mamadeiras de crianças.

Leitura fundamental: Como limpar o pênis — Dicas úteis e que talvez você nunca tenha ouvido falar!

Dúvidas frequentes sobre a hepatite

Algumas perguntas sempre passam pela mente da população sobre muitas doenças.

Decidimos elencar algumas das mais frequentes sobre a hepatite.

Uma mulher com hepatite pode engravidar?

Ter ou não hepatite, não interfere na fertilidade da mulher nem do homem.

A mulher só deverá realizar os exames de pré-natal e seguir todas as recomendações médicas durante este período até o nascimento do bebê.

Quem tem hepatite pode amamentar normalmente?

Para as mães que tem hepatite B a amamentação está liberada pela Sociedade Brasileira de Pediatria, pois ainda que o vírus da hepatite B seja encontrado no leite materno, a quantidade existente é pouca para que infecte o bebê.

A hepatite é uma doença hereditária?

Não! A hepatite não é uma doença que se passa de uma geração para outra geração, no entanto, pode ser transmitida durante a gestação ou na hora do parto.

Quem tem hepatite pode doar sangue?

O ato de doar sangue, não pode ser executado por uma pessoa que teve ou tem hepatite do tipo B ou C. Se a pessoa tiver tido hepatite do tipo A poderá realizar doações de sangue.

A hepatite deixa a pessoa amarela?

A coloração amarela se dá por conta da icterícia, que é um sintoma bem característico de pacientes com hepatite viral.

A icterícia pode estar relacionada a outros problemas no fígado, quando relacionada à hepatite geralmente ela aparece na fase aguda, quando há melhora das células hepáticas a icterícia some.

O que é o plano de eliminação da hepatite C até 2030?

É um plano anunciado pelo Brasil, com a expectativa de tratar aproximadamente 657 mil pessoas.

Esse plano também visa que o tratamento seja ofertado para todas as pessoas que possuem hepatite e não somente para os casos graves.

Diego Brasileiro

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdos Exclusivos

Entre com seu melhor e-mail e receba conteúdos que você não encontra de graça por aí:

Desenvolvido por FeedBurner

Sobre o autor

Olá! Me chamo Rodolfo Medeiros e atualmente estudo a mente humana. Sou formado em psicologia e tenho me dedicado a entender comportamentos humanos específicos, a sexualidade e outros temas que iremos abordar aqui. Seja sempre muito bem-vindo aos Fatos Masculinos.

Sobre o Escritor:

Diego Brasileiro

Posts