Fatos Masculinos
levitra em comprimido

Levitra: O guia completo – Fatos Masculinos

Levitra: O guia completo – Fatos Masculinos
5 (100%) 1 vote

Levitra é uma das drogas caras usadas para tratar os problemas de ereção em homens. Esta droga é menos famosa do que outras drogas comparáveis.

Levitra irá durar pelo mesmo período de tempo que o Viagra, ou seja, 4-6 horas. A principal diferença para o Viagra é que o Levitra será, em geral, menos afetado pelo álcool ou pela comida, portanto, pode ser tomado com as refeições.

Existe também alguma prova de que Levitra é mais eficaz em diabéticos do que drogas de disfunção erétil.

O que é o Levitra e quais são os efeitos?

Levitra contém uma substância chamada vardenafil.

Recomenda-se ajudar os homens com impotência.

Quando você tem uma ereção, o fluxo de sangue para o pênis aumenta, tornando-o ereto.

Questões com a obtenção ou manutenção de uma ereção são freqüentemente devido a alterações em suas veias, o que afeta o sangue dentro do pênis.

Medicina como Levitra funciona relaxando os vasos sanguíneos para aumentar o fluxo de sangue para que você possa obter a ereção.

A maioria dos homens pode tolerar o Levitra, mas, como a maioria dos remédios, pode causar efeitos colaterais.

Efeitos colaterais de Levitra

Levitra como outras drogas provoca alguns efeitos colaterais. Alguns dos efeitos colaterais do Levitra estão escritos abaixo. Vamos dar uma olhada nesses efeitos colaterais
Uma dor de cabeça é um dos efeitos colaterais muito comuns do Levitra que em algum lugar em torno de um dos dez homens experimentam uma dor de cabeça devido à ingestão de Levitra. No entanto, não é muito grave e passa rapidamente.
Efeitos colaterais comuns

Existem alguns efeitos colaterais comuns de Levitra observados em 30% dos homens em meio aos testes médicos. A medicação pode causar obstrução nasal, corrimento nasal ou tontura. Levitra também provoca normalmente rubor e indigestão.

Efeitos secundários pouco frequentes

O Levitra também pode causar efeitos colaterais excepcionais e que ocorrem em apenas um em cada 100 homens.

Esses efeitos colaterais incomuns do Levitra são os seguintes.

Vamos dar uma olhada nisso:

  • Dor no olho ou problemas com a visão;
  • refluxo ácido;
  • falta de ar;
  • nariz entupido;
  • tormento abdominal;
  • gastrite;
  • vômito e náusea;
  • diarreia;
  • o inchaço pode influenciar a pele ou os filmes mucosos;
  • dormência;
  • dificuldade em descansar ou cansaço;
  • mudanças na sua visão de um toque;
  • boca seca;
  • alterações nas enzimas hepáticas
  • ereção prolongada ou dolorosa;
  • vertigem;
  • zumbido nos ouvidos;
  • batimentos cardíacos acelerados;
  • dor muscular ou nas costas;
  • rigidez muscular;
  • erupção cutânea.

Como evitar os efeitos colaterais do Levitra?

Para se manter seguro dos efeitos colaterais do Levitra, é muito importante que você tome a dose correta.

Seu especialista irá recomendar a quantidade de dosagem que é razoável para você.

Tente não aumentar esta dose sem perguntar primeiro ao seu especialista, pois uma dose mais elevada pode aumentar o risco de efeitos secundários.

É vital que você não ultrapasse a dose máxima de Levitra todos os dias.

É também muito importante que informe o seu especialista se estiver a tomar outros medicamentos, uma vez que poderá causar efeitos secundários adicionais ao reagir com o Levitra.

Lembre-se sempre dessas coisas para evitar os efeitos colaterais do medicamento Levitra.

Outros remédios em comprimido para ereção conhecidos

Também existem outros remédios conhecidos no mercado para problemas de ereção.

Remédios convencionais normalmente receitados pelo médico:

Remédios naturais, pouco divulgados com efeitos mais poderosos e sem contraindicação:

Diagnóstico de impotência

Ao fazer um diagnóstico de impotência, seu especialista começará com um histórico médico e psicossexual detalhado e um exame físico intensivo. Se possível, conhecer seu parceiro da mesma forma é excepcionalmente útil na aquisição de um histórico preciso, planejando o tratamento correto e bons resultados.

A impotência está normalmente ligada a diferentes condições médicas, por exemplo, diabetes, doença arterial, melito e hipertensão, compressão de tumores da medula espinhal e hipófise e hiperlipidemia. Assim, seu especialista pode liderar uma variedade de testes de laboratório para decidir o motivo do DE.

Estes testes podem ser um dos seguintes testes mencionados abaixo, dependendo dos sintomas e condições de impotência nos homens.

Vamos dar uma olhada nestes testes para diagnosticar a impotência nos homens:

  • Hemograma completo;
  • Teste de glicemia em jejum;
  • Teste de urina;
  • Teste de creatinina sérica;
  • Teste de testosterona no soro da manhã;
  • Perfil lipídico;
  • Teste de nível de prolactina.

À luz das conseqüências desses testes, seu especialista conversará com você e, se desejar, suas preferências, objetivos ou outras opções de tratamento.

Os especialistas do Centro Médico da UCSF confiam que é vital que os pacientes sejam membros ativos e bem-educados no processo básico de liderança em relação ao seu tratamento e cuidados.

Em alguns casos, seu especialista pode sugerir que você faça novos exames para outras condições terapêuticas que possam causar impotência.

Da mesma forma, se você estiver tomando medicação, seja recreativa ou prescrita, que é conhecida por causar disfunção erétil, ou tiver alguns fatores de risco, uma boa mudança em seu estilo de vida e medicação pode ser recomendada.

Tratamento da impotência

A impotência é um problema extremamente comum que afeta os homens.

Os procedimentos de tratamento para impotência mudaram com o tempo; de acessórios mecânicos de aço externos a eletricidade baseada em atrito unidos ao pênis e testículos, a afrodisíacos básicos, por exemplo, ostras.

Até o final de 1970, a falha erétil era muitas vezes observada por causa de causas mentais e era normalmente tratada com a psicoterapia.

A partir daí, causas médicas que contribuem para a impotência foram identificadas e o tratamento da impotência foi alterado, oferecendo opções variadas, aceitáveis ​​e eficazes. As decisões de tratamento para a impotência incluem medicamentos, dispositivos como bombas de vácuo, tratamento com auto-injeção, tratamento hormonal, procedimento de implante peniano e aconselhamento.

Se você tem impotência, o tratamento que seu especialista prescreve dependerá da gravidade dos efeitos colaterais e da razão fundamental para a sua impotência.

Seu especialista precisará observar que quaisquer condições que possam estar aumentando ou causando a impotência estão sendo tratadas.

Seu especialista também pode propor que você faça algumas mudanças no estilo de vida, por exemplo, aumentando sua atividade física, perdendo peso se estiver acima do peso, reduzindo a ingestão de álcool, parando de fumar; e não tomar medicamentos ilícitos.

Essas mudanças no estilo de vida podem ajudar a melhorar a impotência identificada com algumas causas e melhorar sua saúde. Se você estiver em uma dosagem mais baixa e achar que o efeito não é muito útil, você pode tomar uma dose maior.

No entanto, é sempre importante perguntar primeiro ao seu médico se será adequado ou não.

Facebook Comments

Diego Brasileiro

Comentários

Rodolfo Medeiros

Sobre o autor

Olá, meu nome é Rodolfo Medeiros e sou especialista em estudos da mente masculina. Através de anos de estudo e dedicação, tive muito aprendizado sobre etiqueta masculina, melhoria da líbido, aumento peniano, aumento de virilidade, e várias outros assuntos pertinentes, ao longo deste blog vou te passar com detalhes. Seja muito bem vindo ao Fatos Masculinos.

Saiba mais

Sobre o Escritor

Diego Brasileiro