Fatos Masculinos
hypoactive sexual desire disorder

Transtorno do desejo sexual hipoativo: A Desordem do desejo sexual

Muitos problemas sexuais acontecem ao longo da vida de uma pessoa, nós homens, estamos sujeitos a estes problemas.

Um desses problemas, pouco comentado inclusive, é o transtorno do desejo sexual hipoativo.

É por isso que resolvemos fazer uma ampla pesquisa, visando sanar as principais dúvidas sobre o assunto.

Você vai saber até o final deste conteúdo completo, simples de entender e fácil de perceber, se você tem ou não o transtorno do desejo sexual hipoativo.

O que é o transtorno do desejo sexual hipoativo?

Transtorno do desejo sexual hipoativo é uma condição psiquiátrica marcada pela falta de desejo por atividade sexual durante um período prolongado.

No DSM-5, o Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo foi dividido em duas condições separadas:

  • Transtorno do Interesse Sexual;
  • Transtorno do Despertar Feminino;
  • Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo Masculino.

Ambos se referem a um baixo nível de interesse sexual, resultando em uma falha em iniciar ou responder à intimidade sexual.

Isso pode incluir uma ausência de pensamentos ou fantasias sexuais, prazer reduzido ou ausente durante a atividade sexual e interesse ausente, ou reduzido em sinais eróticos internos, ou externos.

Nenhuma dessas condições pode ser diagnosticada se o problema principal for uma “discrepância de desejo” na qual um parceiro deseja mais atividade sexual que o outro; em vez disso, as condições são diagnosticadas quando os sintomas estão presentes por um período mínimo de seis meses e causam sofrimento clinicamente significativo para o indivíduo.

Interesse Sexual Feminino / Desordem de Excitação e Desordem de Desejo Sexual Hipoativo Masculino podem ser diagnosticados como generalizados, o que significa que podem ser uma atitude geral em relação a qualquer potencial parceiro ou situação.

Essas condições também podem ser diagnosticadas como situacionais, o que significa que os sintomas estão presentes apenas com certos tipos de estimulação, situações ou parceiros.

O Transtorno de Excitação Sexual / Interesse Sexual Feminino era conhecido como Transtorno de Excitação Sexual em versões anteriores do DSM, embora este diagnóstico tenha sido substituído por condições específicas de gênero no DSM-5.

A prevalência do Interesse Sexual Feminino / Desordem de Excitação é desconhecida, embora algumas mulheres mais velhas relatem menos desconforto em experimentar um desejo sexual baixo do que as mulheres mais jovens.

Nos homens, estima-se que 6 por cento dos homens mais jovens (18–24 anos) e 41 por cento dos homens mais velhos (idades 66–74) têm alguns problemas com o desejo sexual.

Apenas 1,8% dos homens com idades entre 16 e 44 anos, entretanto, apresentam problemas persistentes por mais de seis meses.

Conteúdo Exclusivo: Como aumentar a libido masculina — técnicas simples e que realmente funcionam.

Sintomas

falta de desejo sexual no homem

Os sintomas do Interesse Sexual Feminino / Desordem de Excitação incluem o seguinte:

  • Interesse ausente ou reduzido na atividade sexual;
  • Pensamentos ou fantasias sexuais ausentes, ou reduzidos;
  • Redução ou ausência de atividade sexual;
  • Ausência ou redução da excitação sexual, ou prazer durante a maior parte da atividade sexual;
  • Interesse sexual ou excitação, ausentes, ou reduzidos em resposta a sinais internos, ou externos, como as tentativas de um parceiro de iniciar atividade sexual;
  • Sensações genitais ou não essenciais ausentes, ou reduzidas durante a atividade sexual.

Para satisfazer os critérios para o Interesse Sexual Feminino / Desordem de Excitação, os sintomas devem estar presentes por pelo menos seis meses e causar sofrimento significativo ao indivíduo.

Os sintomas do Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo Masculino incluem o seguinte:

  • Pensamentos sexuais ou fantasias reduzidos, ou ausentes;
  • Desejo reduzido ou ausente de atividade sexual.

Semelhante ao Transtorno Sexual / Interesse Sexual Feminino, os sintomas também devem estar presentes por pelo menos seis meses e causar sofrimento significativo ao indivíduo.

Ambas as condições podem ser diagnosticadas como um problema vitalício ou um problema adquirido que surgiu após um período de atividade sexual normal.

Conteúdo indispensável: 25 alimentos que são afrodisíacos naturais e que você não sabia.

O que causa o transtorno do desejo sexual hipoativo?

causas da falta de apetite sexual em homens e mulheres

As mudanças no desejo sexual são naturais e podem ir e vir dependendo de eventos pessoais ou problemas relacionados a parceiros. Quando a falta de interesse na atividade sexual dura mais de seis meses e causa angústia, os critérios para um transtorno do desejo sexual podem ser atendidos.

Alguns fatores de risco para desenvolver um distúrbio do desejo sexual incluem:

  • Atitudes negativas sobre sexualidade;
  • Dificuldades de relacionamento (má comunicação, abuso);
  • Funcionamento sexual do parceiro;
  • Estressores da infância;
  • Condições médicas (diabetes mellitus, disfunção tireoidiana);
  • Distúrbios endócrinos (hiperprolactinemia);
  • Disfunção erétil;
  • História de abuso emocional ou físico;
  • Outro diagnóstico psiquiátrico (depressãoansiedade);
  • Efeitos colaterais de medicação;
  • Estresse (perda de emprego, luto);
  • Uso excessivo de álcool.

Tratamento

O tratamento para um distúrbio de desejo sexual pode incluir psicoterapia e medicação.

Em 2015, o FDA aprovou um medicamento chamado Addyi (flibanserin) para tratar o transtorno do desejo sexual hipoativo generalizado adquirido (HSDD) em mulheres na pré-menopausa.

A medicação tem enfrentado controvérsia e pesquisas estão em andamento para avaliar sua eficácia.

O tratamento deve ser individualizado — alguns casais precisarão de terapia conjugal ou de relacionamento antes de se concentrarem diretamente no aprimoramento da atividade sexual.

É claro que muitos casais podem precisar se concentrar no relacionamento sexual em si, e através da educação e das atribuições podem expandir a variedade e o tempo, dedicados à atividade sexual.

Quando problemas com excitação sexual ou desempenho são fatores, essas disfunções sexuais precisarão ser tratadas.

Conteúdo complementar: Como conseguir ter uma ereção forte e duradoura? O Guia Completo!

Prevenção

Uma maneira útil de evitar problemas com o desejo sexual é reservar um tempo para a intimidade não sexual.

Casais que reservam tempo para conversas cara-a-cara têm maior probabilidade de sentir desejo sexual.

Além disso, reservar tempo antes do início da exaustão incentivará a proximidade e o desejo sexual.

Os casais podem mentalmente separar o sexo e o afeto, de modo que nenhum deles tenha medo de ser afetuoso diariamente.

Ler livros ou fazer cursos de comunicação entre casais também pode encorajar sentimentos de proximidade.

Para alguns casais, ler romances ou assistir a filmes com conteúdo romântico, ou sexual também pode servir para incentivar o desejo sexual.

O baixo desejo sexual pode ser um barômetro da saúde emocional do relacionamento.

No caso de um relacionamento amoroso, o baixo desejo sexual pode fazer com que um parceiro se sinta repetidamente magoado e rejeitado, levando a eventuais sentimentos de ressentimento e distância emocional.

O sexo é algo que, para a maioria dos casais, ou liga seu relacionamento, ou cria uma cunha que gradualmente os separa.

Quando um parceiro está significativamente menos interessado em sexo do que seu companheiro, recomenda-se ajuda profissional antes que o relacionamento se torne tenso.

Medicamento para combater transtorno de apetite sexual

recuperando o desejo sexual com medicamentos naturais

Existem vários medicamentos para diversas causas distintas, mas dentre esses, existem os melhores.

Esses “melhores”, conseguem resolver a maioria dos problemas referente ao desejo sexual de um homem.

Testamos alguns, mas nada se compara a dois produtos em cápsulas que tivemos a oportunidade de testar aqui.

Fizemos vários testes e vamos te mostrar abaixo os 2 melhores que já testamos em voluntários e em nossa equipe aqui dos Fatos Masculinos.

Os 2 melhores medicamentos para aumentar a libido em homens que já testamos:

Esses dois produtos, além de melhorar a libido de um homem de forma poderosa, inclusive mais poderosos do que as fórmulas do Viagra, Cialis, Levitra ou Tadanafila —  que são produtos bem químicos e que podem te fazer mal com uso excessivo.

Esses produtos não causam mal algum ao organismo.

Eles são naturais, feitos com ingredientes naturais e são aprovados tanto pela ANVISA, como pelo Ministério da Saúde.

Antes de tudo, vale ressaltar, que você não vai encontrar esses produtos em farmácias ou lojas de suplementos.

Esses produtos diferenciados e naturais, somente são encontrados em seus sites oficiais.

Mas fique tranquilo, nós vamos te passar o link para você acessar e conseguir obter esses maravilhosos medicamentos naturais e testar.

ACESSE O SITE OFICIAL DO BULL POWER AQUI!!!

ACESSE O SITE OFICIAL DO X-ANIMAL AQUI!!!

Diego Brasileiro

4 comments

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Esses remédios naturais aí prestam mesmo cara? Isso não é mais um golpe não? Já tomei essas parada uns tempo desse e num deu muito certo naoo emm!

    • Olá Jota Moro, tudo bom? Bom, nós trabalhos com muita seriedade aqui Jota, tentamos sempre trazer o que há de melhor em termos de informações para nossos leitores.

      Não podemos garantir que você terá os melhores resultados do mundo, mas podemos te dar a garantia de que o que você leu aqui e em outros conteúdos dentro deste mesmo tipo de assunto é real.

      As melhorias serão significativas, muitos vendem remédios naturais que não trazem resultados mesmo, mas nós estudamos os produtos antes de falar sobre eles aqui. Espero que tenhamos te ajudado. Volte sempre que quiser. Forte Abraço.

  • Foi muito esclarecedor ler este texto. Estou com isto há 7 meses, vou seguir as dicas aqui recomendadas, espero que funcione.

    • Olá Monsenhor L. tudo tranquilo? Bom, esperamos realmente poder ter lhe ajudado em alguns detalhes importantes, saiba antes de tudo que nossas dicas possuem embasamentos científicos e pode segui-las sem sombra de dúvida. Um forte abraço e seja muito bem-vindo sempre aos Fatos Masculinos.

Rodolfo Medeiros

Sobre o autor:

Olá, meu nome é Rodolfo Medeiros e sou um grande estudioso da mente masculina. Através de anos de dedicação, obtive muito aprendizado sobre etiqueta masculina, melhoria da líbido, aumento peniano, aumento da virilidade, conquista e saúde física e mental do homem, além de vários outros assuntos pertinentes, ao longo deste blog vou te passar com detalhes. Seja muito bem-vindo aos Fatos Masculinos.

Saiba mais

Sobre o Escritor:

Diego Brasileiro