Fatos Masculinos
insonia

Insônia: causas, sintomas e tratamentos que funcionam

Insônia: causas, sintomas e tratamentos que funcionam
5 (100%) 14 vote[s]

Depois de um dia agitado de trabalho, faculdade, afazeres externos, trânsito, o desejo de todo ser humano é chegar em casa, tomar um banho e ir dormir…

O problema é que para muitos brasileiros essa manobra de se deitar e adormecer profundamente não é algo muito fácil.

Segundo a Associação Brasileira do Sono, no Brasil, estima-se que a cada três pessoas, pelo menos uma delas possui insônia.

Podemos definir a insônia como a incapacidade de conciliar o sono e fazer com ele cumpra os seus três principais períodos: inicial, intermediário ou final.

Ter uma regularidade no sono proporciona à pessoa uma vida mais ativa, mais disposta e inclusive deixa a pessoa mais bela.

Este artigo vem convidar você a entender um pouco sobre o mundo da insônia e em como você pode mudar isso.

Causas da insônia

causas da insonia

A insônia pode possuir vários fatores que ajudam a desencadeá-la, citaremos os mais comuns e detalharemos cada um deles para que você tenha um melhor aprendizado.

Ansiedade

A ansiedade é uma das causas que provoca a insônia.

Ela se tornou um dos grandes problemas psicológicos que vem afetando a nossa geração.

Transtornos de ansiedade sejam eles graves ou leves, podem levar à uma condição de insônia permanente.

Nesse quesito, também incluímos os transtornos de estresse pós-traumático.

Todas essas situações provocam alterações no ciclo do sono.

Muitas pessoas inclusive, se preocupam com o fato de saberem que não irão conseguir dormir e já começam a sofrer com uma alteração do sono muito antes do horário de dormir.

Depressão

Uma pessoa que sofre de depressão pode externar duas situações bem distintas, ou ela poderá dormir em excesso, ou ela terá muitos problemas para dormir.

O quadro mais comum na depressão é a insônia.

Estresse

Por mais que a palavra estresse seja utilizada diariamente para expressar algum tipo de situação complicada.

O estresse é uma condição real e que provoca sérios problemas de insônia.

Pessoas que estão passando por situações de estudos para uma prova importante, metas para realizar no trabalho, dificuldades no relacionamento ou problemas de saúde na família, são indivíduos que estão propensos a terem dificuldades para desfrutar de uma boa noite de sono.

Alterações de fuso-horário

As vezes em períodos de viagens, ou até mesmo quando se muda uma rotina de horário de trabalho a qual o corpo já estava acostumado, é provável que o sono seja alterado.

Ingerir bebidas estimulantes

Tomar café, chá mate ou refrigerantes à base de cola é praticamente um decreto de que você terá dificuldades em dormir.

Essas bebidas citadas, são líquidos estimulantes que geralmente funcionam para deixar a pessoa mais acordada ou elétrica.

Bebidas alcóolicas, se ingeridas até ajudam o indivíduo a dormir, no entanto, não provoca uma qualidade de sono.

Existem estágios do sono que devem ser alcançados para que haja um real descanso do corpo e da mente.

Leitura complementar: Cirrose – causas, sintomas e os principais tratamentos da doença.

Comer muito tarde

Antes de dormir é importante realizar uma refeição leve, como um copo de leite ou chá, algo que não venha a interferir no sono.

Comer demais antes de dormir pode causar um desconforto, além da possibilidade de provocar azia e má digestão.

Então, quando você sentir vontade de comer um alimento mais “pesado” no jantar, procure realizar essa refeição o mais cedo possível, para que assim o seu organismo tenha tempo de digeri-lo.

Idade

Podemos considerar que a idade também pode ser considerada uma causa da insônia, pois a variação do sono sofre algumas mudanças de acordo com a idade. Por exemplo, os idosos possuem geralmente um sono mais leve e por isso tendem a se acordar frequentemente prejudicando a qualidade do seu sono.

Leitura ideal: Até que idade o homem tem ereção? Saiba detalhes sobre o assunto!

Medicações

Existem alguns remédios que prejudicam tanto a qualidade do sono como dificultam que a pessoa consiga dormir.

Se na composição e um medicamento constar algum ingrediente que funcione como estimulante, por exemplo, a cafeína, a insônia poderá ser um efeito provocado pela ingestão de medicamentos à base de cafeína.

Leitura interessante: Remédio para ereção – conheça os que realmente funcionam!

Condições médicas

Alguns problemas de saúde colaboram para que a pessoa que os tem desenvolvam dificuldades para dormir.

Os problemas mais comuns de saúde que provocam insônia são:

  • Câncer;
  • Artrite;
  • Doenças pulmonares;
  • Doenças cardíacas;
  • Distúrbios da tireoide;
  • AVC;
  • Alzheimer;
  • Parkinson.

Fatores de riscos para a insônia

fatores de risco da insonia

Quase todas as pessoas, já experimentaram pelo menos por algum momento, o problema da insônia, no entanto, algumas pessoas sofrem com esse problema esporadicamente, outras tem mais propensão, a incidência de maior risco de ter insônia, ocorre:

  • Em mulheres (sejam elas mais jovens ou mais velhas), o que provoca a incidência da insônia são as alterações hormonais que a mulher possui dentro seu ciclo menstrual e também quando chega a menopausa.
  • Pessoas de ambos os sexos com mais de 60 anos de idade, nesse caso estão incluídos fatores como mudança de hábitos e horários, incidência de doenças e manipulação de alguns medicamentos.
  • Pessoas que sofrem com algum problema emocional, como a depressão, ou a ansiedade.
  • Pessoas que estão expostas a uma (ou várias) fonte de estresse.
  • Funcionários de empresas ou profissionais que trabalhem em regime de plantões ou em horário noturno.
  • Pessoas que trabalham viajando também são mais propensas a terem insônia.

Sintomas da insônia

sintomas da insonia

Uma pessoa que tem insônia, leva mais de trinta minutos para começar a dormir, e ainda assim dorme poucas horas, ou permanece se acordando em curtos intervalos de tempos.

A insônia, possui vários sintomas que você facilmente poderá identificar, como:

  • Cansaço diurno, ou forte sonolência durante o dia;
  • Dificuldades para dormir no horário de costume (noite);
  • Acordar uma ou várias vezes durante o sono;
  • Despertar muito mais do que o ideal e do que já era costumeiro;
  • Não sentir que realmente descansou com o sono das noites anteriores;
  • Dores de cabeça;
  • Dificuldade sem e concentrar, até mesmo em pequenas tarefas do dia a dia, que antes eram realizadas normalmente;
  • Dificuldade em se lembrar de coisas que ocorreram durante o dia.

Leitura interessantíssima: Reposição hormonal masculina – como fazer a sua testosterona voltar a ser como antes!

Insônia e tratamento médico

Quando a insônia prejudica as suas atividades rotineiras, seja de trabalho, escolar ou até mesmo pessoal, é hora de procurar uma ajuda específica para realizar um tratamento eficaz.

Procurar ajuda média é a mais indicada, você poderá optar pelas seguintes especialidades que podem realizar o diagnóstico da insônia: médico clínico, médico especializado em doenças do sono, psiquiatra ou neurologista.

Ao marcar uma consulta com um desses especialistas (recomenda-se primeiro que vá para um clínico geral, para que ele lhe passe um check up geral), já leve anotado em um papel algumas informações pertinentes para o diagnóstico.

Doenças ou problemas que você já teve ou ainda tem, medicação que toma periodicamente, suplementos ou vitamínicos e todos os sintomas que você tem observado que anda sentindo.

No momento do atendimento o médico irá realizar uma anamnese (uma entrevista) para conseguir diferenciar o diagnóstico.

Diagnóstico da insônia

Sim! Existe diagnósticos para a insônia. O médico após uma entrevista na consulta poderá solicitar que você faça uma espécie de diário de sono, por um período de tempo determinado.

Também é possível que seja solicitado um exame de sangue para que seja averiguada a hipótese de existirem outras condições de alterações fisiológicas como, por exemplo, problemas na glândula tireoide.

Quando necessário, o médico solicita que o paciente vá para um centro especializado em medicina do sono para passar uma noite, lá será possível analisar, diagnosticar e acompanhar alguns distúrbios do sono.

Tratamentos da insônia

O tratamento da insônia será feito depois da identificação do problema que está causando a dificuldade em dormir. No entanto, uma mudança em certos hábitos sempre é recomendada, tanto na alimentação, como nas atividades realizadas durante todo o dia.

Medicação para tratar a insônia

Caso as mudanças de hábitos não sejam suficientes para regular o sono do paciente, o médico poderá indicar um tratamento com medicação.

Os remédios que mais indicados para tratar a insônia são:

Vale salientar, que apenas o médico responsável pelo seu tratamento poderá prescrever o remédio que mais se enquadra para o seu caso.

Também caberá o médico direcionar a posologia (dosagem, tempo de duração do tratamento).

É importante que você não se automedique de maneira alguma, esses medicamentos devem ter as suas orientações médicas seguidas à risca.

Evite interromper o tratamento ou ingerir uma dosagem em maior quantidade do que o recomendado.

Livros para ler e tratar a insônia da AMAZON

Hábitos que podem ajudar a evitar a insônia

habitos para ajudar a combater a insonia

  • Evitar ingerir bebidas que contenham cafeína durante o dia, principalmente à noite. Café, energéticos, chá-mate, são bebidas que contém cafeína que é uma substância estimulante. A ingestão de algum desses pode provocar falta de sono.
  • Se habituar a ter um horário fixo tanto para dormir quanto para acordar também é uma opção para melhorar a regularidade do sono.
  • Realizar uma atividade física nos primeiros horários do dia, ajuda você a se sentir bem mais disposto durante o dia e ajuda você a dormir melhor. No entanto, evite se exercitar à noite pois a atividade poderá deixar um pouco ativo, e poderá potencializar o problema da insônia.
  • Evite dormir durante o dia, mesmo que sejam pequenos cochilos, eles podem prejudicar o andamento do seu sono à noite. Caso você esteja extremamente cansado descanse até 25 minutos.
  • Evite dormir com muita luminosidade. Quando nos preparamos para dormir nosso organismo.

Leitura imprescindível: Queda de cabelo – causas, sintomas e a principal forma de tratamento que realmente funciona.

Quantas horas devo dormir para não prejudicar minha rotina?

Precisamos deixar claro que a necessidade de sono e descanso vai varias de um indivíduo para outro.

Por mais que a média de horas de sono seja estipulada em oito horas por noite, algumas pessoas não se adaptam a essa quantidade.

Existem pessoas que apenas com cinco horas de sono bem proveitos conseguem conviver facilmente e manter-se saudável, por outro lado existem pessoas que necessitam e pelo menos umas dez horas de sono.

É importante que você aprenda a reconhecer os seus limites e as suas necessidades, principalmente quando tempo vai passando, sua rotina se torna mais difícil e você fica mais cansado.

O que importa é você possuir um sono com qualidade, dentro da quantidade de horas que você necessita.

A insônia tem cura?

A insônia tem cura sim. No entanto, o paciente precisa estar disposto a realizar todos os procedimentos que serão indicados pelo seu médico.

Mudar hábitos que prejudicam o sono as vezes não é uma tarefa muito fácil.

Mas o paciente para se curar precisa tem consciência do quanto a falta de sono poderá atrapalhar toda a sua vida, tanto acadêmica, quanto profissional, emocional e pessoal.

Trocar o sono para realizar uma tarefa ou um trabalho ou em pensar em coisas que não se consegue resolver acabe deixando os próximos dias mais improdutivos, pois você não consegue realizar as vezes tarefas mais simples com a facilidade que você possuía.

A insônia só terá cura se a sua origem for identificada e assim ser tratada “diretamente da raiz do problema”, o primeiro passo é identificar o problema depois aceitá-lo e procurar da melhor forma se adaptar a um novo estilo de vida onde o sono realmente valerá à pena.

Conclusão

Muito bem caro leitor, ficamos demasiadamente felizes com a sua chegada até o final deste texto.

É extremamente importante ter leitores como você aqui e ficamos felizes em poder ajudar.

Se você acredita que este conteúdo de hoje lhe ajudou, por favor compartilhe em suas redes sociais. Isso nos ajudará a continuar produzindo conteúdos valiosos e que realmente ajudam as pessoas, de fato.

Meu nome é Diego Brasileiro, seja sempre muito bem-vindo ao Fatos Masculinos.

Diego Brasileiro

Comentários

Rodolfo Medeiros

Sobre o autor:

Olá, meu nome é Rodolfo Medeiros e sou um grande estudioso da mente masculina. Através de anos de dedicação, obtive muito aprendizado sobre etiqueta masculina, melhoria da líbido, aumento peniano, aumento da virilidade, conquista e saúde física e mental do homem, além de vários outros assuntos pertinentes, ao longo deste blog vou te passar com detalhes. Seja muito bem-vindo aos Fatos Masculinos.

Saiba mais

Sobre o Escritor:

Diego Brasileiro