Fatos Masculinos
Câncer de Próstata

Câncer de Próstata: Causas, tratamentos e principais sintomas da doença!

Câncer de Próstata: Causas, tratamentos e principais sintomas da doença!
4.9 (97.5%) 8 votes

Você está em dúvidas sobre o câncer de próstata? Tem interesse em saber o que é, quais são as causas, sintomas e principais formas de tratamento desta doença? Pode ficar tranquilo viu, vamos te explicar todos os detalhes sobre este problema que atinge cada vez mais os homens brasileiros e vamos tirar muitas dúvidas suas hoje.

Por este motivo, não sai daqui sem ter lido toda esta matéria completa sobre o assunto. Você poderá inclusive, saber se você tem ou não o problema, este assunto é sério e todo homem deveria ler este guia. Por isso, antes mesmo de começar a ler, já compartilhe, pois eu te dou a certeza que este é o conteúdo mais completo sobre o assunto na internet inteira. Confira!

O que é o Câncer de Próstata?

O Câncer de Próstata é o tipo de câncer que ocorre, obviamente na próstata. Essa que fica situada logo abaixo da bexiga e que envolve o canal da uretra, lugar onde liga a bexiga ao pênis.

Quanto mais avançado é o tumor nesses casos, maior será a chance de ocorrerem muitas mutações e ainda a doença poderá se agravar, o que pode fazer com que ela aja de maneira agressiva no organismo masculino.

Estes tipos de células de forma comum, multiplicam-se muito mais rápido do que as células comuns da próstata. Essas que são conhecidas e chamadas de células neoplásicas possuem a força para invadir tecidos e acabam por disseminar o problema para outros órgãos mais distantes. O problema pode ocorrer tanto por vias linfáticas (que compromete os gânglios) como também sanguínea (principalmente nos ossos).

O câncer de próstata é um tipo de tumor (câncer peniano) que acontece mais em homens mais maduros e a facilidade de sua cura é maior quando é reconhecido precocemente.

Caso o problema seja identificado em estado avançado, o riso para que o paciente sobreviva ou se cure é muito menor. Por isso, saber se você tem o problema de forma antecipada pode salvar a sua vida e controlar a doença de forma mais simples. Este assunto é muito sério e merece sua atenção total caro leitor. Continue lendo e saiba mais sobre o problema.

Entenda o que é a bioplastia peniana neste artigo especial sobre o tema!

Fatores de risco do Câncer de Próstata

Saiba que um dos principais fatores de risco para o câncer de próstata são os antecedentes familiares. Caso o seu pai tenha tido câncer de próstata, você terá o dobro de chances de ter o mesmo problema, isso de forma geral.

É interessante nós ressaltarmos que caso você tem um irmão que fora diagnosticado com a doença, suas chances ainda serão maiores. Outro informação que inclusive dá medo em alguns homens, é o fato do paciente ter menos de 65 anos e mais de um parente diagnosticado com a doença, as chances dele de ter câncer na próstata é de 5 a 12 vezes maior.

Saiba também que pacientes que possuem um parentesco direto (de primeiro grau) diagnosticado com câncer de próstata com menos de 55 anos, poderá ter o problema de forma hereditária, normalmente são de 2% dos casos, mas há possibilidade.

Um dos outros fatores de risco tem haver com a forma que levamos nossa vida. Fatores como:

  • Alimentação errada;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Taxas de estrogênio;
  • Etnia;
  • Região onde vive;
  • Nível de poluição do meio ambiente e outros.

Esses são fatores que podem desencadear a possibilidade de se ter câncer de próstata em qualquer homem comum, mesmo que seus parentes não tenham casos de câncer na família.

Hoje em dia tem se levado muito em consideração o valor do PSA, esse fator pode dizer com quase 100% de certeza se o paciente é portador ou não do câncer de próstata.

De forma geral, quando o paciente é diagnosticado com câncer na próstata ele possui um índice maior do que 4 ng/ml de PSA. No entanto, um nível abaixo deste valor não significa com 100% de certeza que o mesmo paciente não seja portador. Quase 14% dos homens que possuem ínndices abaixo do valor de 4 ng/ml são diagnosticados com câncer de próstata na hora da biópsia.

Você acha que possui um pênis pequeno? Saiba como aumentar o tamanho do seu pau de uma vez por todas de forma simples, segura e 100% natural!

Principais sintomas de Câncer na próstata

Em sua fase inicial, grande parte dos pacientes não costumam apresentar sintomas visíveis ou notáveis, mas poderão ter sintomas ligados a outros problemas e doenças, que fazem parte do envelhecimento do homem.

Já com a doença mais avançada é possível perceber alguns sintomas mais intensos, causados pelo crescimento do tumor no local da próstata, o que acaba por comprimir a uretra prostática. Em vários casos os principais sintomas são decorrentes do problema que já está se espalhando pelo o organismo do paciente.

Diagnóstico de Câncer de próstata

É importante saber que em homens que possuem mais de 50 anos, poderá ser realizado o exame de toque retal e dosagem de proteína no sangue, também chamada de PSA por meio do exame de sangue, para o médico entender e saber se existe ou não o câncer na próstata sem maiores sintomas. Esses dois exames, tanto a dosagem PSA, quanto o exame de toque retal, são o suficiente para saber se o paciente tem ou não câncer de próstata, em outros casos o médico poderá solicitar outros exames para poder ter a certeza se há ou não o problema no paciente vigente.

O toque retal também serve para garantir e identificar se há outros problemas além do próprio câncer de próstata, o que acaba sendo mais sensível em homens que já tem algum tipo de sintoma. Os níveis de PSA tendem a ter aumento de acordo com o tempo, quanto mais o paciente envelhece, maior serão os riscos e os níveis de PSA. Mas pode ficar um pouco mais tranquilo, de 76 a 81% dos homens que possuem maiores níveis de PSA em decorrência da idade não possuem o câncer.

Contudo, cerca de 21% dos homens que possuem câncer de próstata possuem o PSA considerado normal. Dependendo da região, o câncer não poderá ser palpado pelo toque retal do médico. A melhor estratégia é fazer mais de um exame para que todas as chances possam ser descartadas e você realmente poder voltar para casa tranquilo.

Pacientes que possuem em tese alto risco – no caso de terem parentes diretos com este tipo de câncer – devem saber que realização do exame à partir dos 40 anos é inevitável. Hoje em dia, conforme a evolução dos tratamentos e diagnósticos o paciente é aconselhado a realizar os exames tanto anualmente, quanto também bianualmente, podendo também fazer de 3 em 3 anos, dependendo do que o seu médico indicar, essas são apenas bases para títulos informativos.

Para que você possa ter uma ideia: A sociedade americana de oncologia (ASCO) orienta que os pacientes façam no mínimo exames de 2 em 2 anos para homens com PSA abaixo de 2,5 ng/ml e em casos de homens acima de 2,5 ng/ml, será necessário fazer de anualmente os exames.

Saiba como engrossar o seu pênis de forma natural!

Como é feita a solicitação de PSA e como são aceitas?

Hoje em dia será aceito solicitar o diagnóstico de PSA para homens com mais de 50 anos de idade que possuem risco médio de câncer de próstata e que possuem esperança de vida de pelo menos de mais 10 anos.

Já homens que possuem uma idade de 45 anos que possuem alto risco de desenvolver o problema, assim como: homens negros (possuem maiores chances de ter) e homens com o grau parentesco direto com pessoas da família que já tiveram o problema (irmão, filho ou pai).

Outra informação relevante é que homens com 40 anos que possuam um real risco através do grau de parentesco.

Cirurgias para Câncer de próstata

A prostatectomia radical  é o tratamento mais conhecido e é considerado padrão, esta é uma forma de tratamento cirúrgica e é feita no procedimento a retirada da próstata, do linfadenectomia ilíaco-obturadora bilateral e das vesículas seminais.

A forma de cirúrgica prostatectomia radical poderá ser feita por via perineal, robô assistida ou retropúbica.

Já a prostatectomia radical tem como objetivo principal cura o paciente que possui o câncer de próstata e além disso, tem como intuito remover o câncer de forma completa.

A linfadenectomia estendida é indicada para pacientes que possuem um alto risco ou intermediário. Independentemente de qual seja escolha todas são boas práticas de reparar o problema no paciente. Quem irá indicar o melhor procedimento para o seu caso é o seu médico.

Prevenção para o Câncer do Pênis

Alguns médicos recomendam fortemente o exame do toque retal e até mesmo a da dosagem PSA, inclusive para homens acima de 50 anos. Para aqueles homens que já possuem um histórico em suas famílias antes dos 60 anos, os médicos especialistas indicam fortemente realizar os exames a partir dos 40 anos de idade.

No entanto, vale a pena ressaltar que somente o seu médico poderá indicar a melhor forma de diagnóstico, tratamento ou cirurgia.

Não existem certezas evidenciadas que pacientes que realizam exames com frequência tanto de dosagem PSA como também do toque retal que não apresentam sintomas, diminua de forma drástica os riscos de mortalidade por conta do problema.

O principal que você deve fazer para evitar este tipo de câncer masculino é: não fumar, evitar beber demais, deve manter uma alimentação saudável, visitar com frequência o médico e algumas outras práticas úteis. Isso irá contrubuir fortemente para que a doença não atinja o indivíduo.

Então meu caro leitor, sabendo disso, se cuide, afinal de contas a vida é só uma. Você pode não ligar para morte, mas sua família precisa de você.

Diego Brasileiro

Comentários

Rodolfo Medeiros

Sobre o autor

Olá, meu nome é Rodolfo Medeiros e sou especialista em estudos da mente masculina. Através de anos de estudo e dedicação, tive muito aprendizado sobre etiqueta masculina, melhoria da líbido, aumento peniano, aumento de virilidade, e várias outros assuntos pertinentes que ao longo deste blog vou te passar com detalhes. Seja muito bem vindo ao Fatos Masculinos.

Saiba mais

Sobre o Escritor

Diego Brasileiro