Fatos Masculinos
Doenca-de-Peyronie-como-tratar

Doença de Peyronie: sintomas, causas e tratamento | Fatos Masculinos

Doença de Peyronie: sintomas, causas e tratamento | Fatos Masculinos
4.9 (97.33%) 15 votes

Se você está procurando um conteúdo completo sobre a doença de Peyronie, você acaba de encontrar.

Vamos falar hoje sobre as causas, sintomas, tratamento, o que é a doença de Peyronie, como identificar as fases da doença, como tratar o pênis que ficou torto por conta do problema e vários outros assuntos importantes sobre esta enfermidade.

Se você está querendo entender com detalhes, tudo o que você precisa saber sobre a Doença de Peyronie, este é o conteúdo mais completo, se sinta um sortudo por estar aqui agora, pois, você irá tirar todas as suas dúvidas.

O que é a Doença de Peyronie?

Todo ser masculino deve sempre ficar atento à sua anatomia peniana. Visitar o urologista de forma regular, desde a puberdade, é muito mais importante do que você imagina, você estará garantindo uma melhor vida sexual e terá mais qualidade de vida e saúde sexual.

A maioria de nós homens não temos este costume, quando aparecem alguns problemas, ficamos desesperados e somente neste momento procuramos um urologista.

Algo que a gente não consegue deixar de perceber, é a curvatura do nosso pênis, é muito perceptível. Quando existe uma certa estabilidade, este problema não irá comprometer a vida sexual, basta que você sempre fique precavido e confira, para que não aja pioras no seu quadro.

Caso o pênis tenha começado a ficar realmente torto, até o ponto de não deixar você ter uma boa vida sexual, muitas vezes impedindo até o próprio ato, será necessário buscar um médico para resolver o problema.

Entenda porque muitos acham que o tamanho do pênis diminui com a idade. Leia esta matéria completa sobre o assunto.

A Doença de Peyronie é uma das causas mais comuns que deixam o pênis torto, o problema é também conhecido como Curvatura Adquirida.

Esta é uma curvatura no pênis que é ocasionada em algum momento da vida do homem, normalmente ela é seguida de microtraumas e traumas que acabam ocorrendo durante o ato sexual.

Em alguns casos, o pênis faz um formato de “L” devido ao grau do problema.

Uma cicatriz na túnica albugínea caracteriza a doença, este é o tecido que cobre o mecanismo de ereção do pênis, normalmente manifesta-se por meio de fibroses.

O tempo vai passando e esta cicatriz vai deixando o tecido do pênis com menos elasticidade, acabando por trazer um tipo de deformidade durante a rigidez do pênis (ereção).

Aproveite e entenda porque alguns homens precisam de prótese peniana neste artigo!

Caso o problema não for tratado, a curvatura vai evoluindo, o que acaba por tornar as relações sexuais cada vez mais difíceis, chegando ao ponto de ser impossível de ocorrer a penetração, além de trazer dores na região durante uma simples ereção. 

Uma notícia muito boa é que este problema tem cura. A partir de agora você vai saber tudo sobre a Peyronie, causas, prevenção, tratamento e várias outras dicas muito úteis. Confira!

Se você acha que seu pênis está pequeno e que suas ereções não são mais as mesmas, veja este artigo para poder resolver o seu problema de uma vez por todas: Como aumentar o pênis e deixá-lo rígido!

Quais as causas da Doença de Peyronie?

A Doença de Peyronie pode esta relacionada com várias causas. Com a própria auto-avaliação muitas dessas poderão ser percebidas, já em outros casos, somente um diagnóstico através de exames urológicos poderão dar a resposta. Logo em seguida, apresentaremos alguns fatores que podem levar a causa da Doença de Peyronie.

O passar do tempo e os problemas de ereção

Em diversos casos a Doença de Peyronie está ligada diretamente com algum problema de ereção, esse fator poderá estar associado ao passar da idade (envelhecimento), problemas hormonais ou outras enfermidades que atrapalham o fluxo sanguíneo.

Quando se tem problemas de ereção, vários outros problemas podem aparecer, quando o pênis não fica realmente ereto como deveria, várias ocorrências de traumas e microtraumas poderão acontecer com mais facilidade durante as relações sexuais, o que traz problemas de deformidades e fibroses.

Sentiu o pênis um pouco inflamado? Você pode estar com Balanite e não sabe!

A fibrose poderá ser formada por nódulo ou placa, a partir daí a membrana do pênis começa a apresentar uma menor elasticidade, o que acaba aumentando a sua curvatura, além de apresentar diminuição de tamanho e de espessura, o segundo caso é conhecido também como afinamento.

Traumas, fraturas e a fibrose peniana

Quando traumas e fissuras aparecem no pênis, a fibrose peniana tem mais chances de acontecer.

Os traumas normalmente acontecem durante o ato sexual, muitas vezes acontece, quando o homem não está tendo total controle durante a relação sexual. 

Para evitar problemas como os comentados anteriormente, use lubrificantes durante o ato sexual, ter cuidados com os movimentos serão indispensáveis.

Mesmo que você não esteja com o pênis 100% ereto, siga as recomendações.

Se uma curvatura peniana já está em destaque, redobre os cuidados. Cuidado com o calor do momento, muitas vezes esquecemos de problemas como esse, durante o ato sexual.

Caso você note que os problemas estão agravando, procure um urologista. Esta é a melhor forma de resolver o seu caso.

Diabetes e a Doença de Peyronie

Todo homem com diabetes deve ter maiores cuidados com a Doença de Peyronie. Um alto índice de glicose no sangue provocará danos no funcionamento sanguíneo. O que faz o pênis ficar ereto é justamente uma boa circulação, não só este fator, mas ele é um dos mais importantes. 

Caso você seja portador da diabetes e está lendo agora este artigo, leve a sério o seu tratamento da doença, o fluxo sanguíneo é um fator realmente fundamental para se ter uma boa ereção, se você tiver muita glicose em ação no seu sangue você terá grandes dificuldades em deixar o membro ereto.

Precisamos ressaltar que a diabetes dificulta a cicatrização, levando esta mesma dificuldade em casos como a Doença de Peyronie, o pênis demora mais tempo para se recuperar, mas existem tratamentos muito eficazes.

Quais são os principais exames da Doença de Peyronie?

O exame físico e a chamada anamnese são repetidos de forma periódica no consultório médico. Você não precisará fazer nenhum exame complementar. Fotos são altamente recomendadas para poder avaliar de forma criteriosa a evolução do tratamento.

Quando a Doença de Peyronie é descoberta de forma precoce é recomendado realizar o que nós chamamos de teste de ereção farmacoinduzida, é dada uma injeção vasodilatadora nos corpos cavernosos, no interior do pênis.

A partir daí, o cirurgião poderá avaliar melhor a deformidade, assim como a resposta erétil para escolher a melhor forma de fazer a cirurgia.

Conclusão

Você acabou de entender como a Doença de Peyronie age, quais são as causas, o diagnóstico e formas de tratamento.

Caso você esteja sentindo alguns dos sintomas aqui citados, procure um urologista e cuide da sua saúde. Você pode estar com algum problema além do que você imagina, não podemos brincar com a nossa qualidade de vida, não é verdade? Até breve!

Facebook Comments

Diego Brasileiro

Comentários

Rodolfo Medeiros

Sobre o autor

Olá, meu nome é Rodolfo Medeiros e sou especialista em estudos da mente masculina. Através de anos de estudo e dedicação, tive muito aprendizado sobre etiqueta masculina, melhoria da líbido, aumento peniano, aumento de virilidade, e várias outros assuntos pertinentes, ao longo deste blog vou te passar com detalhes. Seja muito bem vindo ao Fatos Masculinos.

Saiba mais

Sobre o Escritor

Diego Brasileiro