Fatos Masculinos

Doença de Peyronie: sintomas, causas e tratamento | Fatos Masculinos

Doenca-de-Peyronie-como-tratar

Se você está procurando um conteúdo completo sobre a doença de Peyronie, você acaba de encontrar.

Vamos falar hoje sobre as causas, sintomas, tratamento, o que é a doença de Peyronie, como identificar as fases da doença, como tratar o pênis que ficou torto por conta do problema.

Além disto, vários outros assuntos importantes sobre esta enfermidade serão tratados aqui.

Se você está querendo entender com detalhes tudo o que você precisa saber sobre a Doença de Peyronie, este é o conteúdo mais completo.

Se sinta um sortudo por estar aqui agora, pois, você irá tirar todas as suas dúvidas.

O que é a Doença de Peyronie?

Todo ser masculino deve sempre ficar atento à sua anatomia peniana.

Visitar o urologista de forma regular, desde a puberdade, é muito mais importante do que você imagina, você estará garantindo uma melhor vida sexual e terá mais qualidade de vida e saúde sexual.

A maioria de nós homens não temos este costume, quando aparecem alguns problemas, ficamos desesperados e somente neste momento procuramos um urologista.

Algo que a gente não consegue deixar de perceber, é a curvatura do nosso pênis, é muito perceptível.

Quando existe uma certa estabilidade, este problema não irá comprometer a vida sexual, basta que você sempre fique precavido e confira, para que não aja pioras no seu quadro.

Caso o pênis tenha começado a ficar realmente torto, até o ponto de não deixar você ter uma boa vida sexual, muitas vezes impedindo até o próprio ato, será necessário buscar um médico para resolver o problema.

Entenda porque muitos acham que o tamanho do pênis diminui com a idade. Leia esta matéria completa sobre o assunto.

O que esta doença pode trazer de malefícios?

curvatura peniana

A Doença de Peyronie é uma das causas mais comuns que deixam o pênis torto, o problema é também conhecido como Curvatura Adquirida.

Esta é uma curvatura no pênis que é ocasionada em algum momento da vida do homem, normalmente ela é seguida de microtraumas e traumas que acabam ocorrendo durante o ato sexual.

Em alguns casos, o pênis faz um formato de “L” devido ao grau do problema.

Uma cicatriz na túnica albugínea caracteriza a doença, este é o tecido que cobre o mecanismo de ereção do pênis, normalmente manifesta-se por meio de fibroses.

O tempo vai passando e esta cicatriz vai deixando o tecido do pênis com menos elasticidade, acabando por trazer um tipo de deformidade durante a rigidez do pênis (ereção).

Aproveite e entenda porque alguns homens precisam de prótese peniana neste artigo!

Caso o problema não for tratado, a curvatura vai evoluindo, o que acaba por tornar as relações sexuais cada vez mais difíceis, chegando ao ponto de ser impossível de ocorrer a penetração, além de trazer dores na região durante uma simples ereção. 

Uma notícia muito boa é que este problema tem cura. A partir de agora você vai saber tudo sobre a Peyronie, causas, prevenção, tratamento e várias outras dicas muito úteis. Confira!

Se você acha que seu pênis está pequeno e que suas ereções não são mais as mesmas, veja este artigo para poder resolver o seu problema de uma vez por todas: como aumentar o pênis e deixá-lo rígido!

Quais as causas da Doença de Peyronie?

A Doença de Peyronie pode esta relacionada com várias causas.

Com a própria auto-avaliação muitas dessas poderão ser percebidas, já em outros casos, somente um diagnóstico através de exames urológicos poderão dar a resposta.

Logo em seguida, apresentaremos alguns fatores que podem levar a causa da Doença de Peyronie.

O passar do tempo e os problemas de ereção!

impotencia por conta da doenca de peyronie

Em diversos casos a Doença de Peyronie está ligada diretamente com algum problema de ereção, esse fator poderá estar associado ao passar da idade (envelhecimento), problemas hormonais ou outras enfermidades que atrapalham o fluxo sanguíneo.

Quando se tem problemas de ereção, vários outros problemas podem aparecer, quando o pênis não fica realmente ereto como deveria, várias ocorrências de traumas e microtraumas poderão acontecer com mais facilidade durante as relações sexuais, o que traz problemas de deformidades e fibroses.

Sentiu o pênis inflamado? Você pode estar com, Postite, Balanite e/ou Balanopostite e não sabe!

A fibrose poderá ser formada por nódulo ou placa, a partir daí a membrana do pênis começa a apresentar uma menor elasticidade, o que acaba aumentando a sua curvatura, além de apresentar diminuição de tamanho e de espessura, o segundo caso é conhecido também como afinamento.

Leitura recomendada:

Diagnóstico

O diagnóstico da doença de peyronie é basicamente o clínico, sendo recomendado ser feito quanto antes, aumentando as chances do resultado esperado.

Em casos raros será necessário fazer uma ressonância magnética para que o médico possa ver a placa fibrótica e assim, estabelecer o diagnóstico.

 Raramente se faz necessário recorrer ao exame de ressonância magnética para visualizar a placa fibrótica e assim, estabelecer o diagnóstico.

Tratamento

Em certeza de 20% dos casos da doença, as placas fibróticas irão desaparecer de forma espontânea, sem necessidade de tratamento algum, o tempo necessário para isto, seria em média de: 1 a 2 anos.

Quando o problema resolve persistir, alguns medicamentos que agem diretamente no metabolismo das células que produzem a fibrose, costumam apresentar ótimos resultados.

Caso suas possibilidades anteriores terem se esgotado, somente após dois anos da evolução desta doença e apenas quando há uma realidade prejudicial na atividade sexual, o que costuma somente ocorrer na metade dos casos, o paciente precisará fazer cirurgia — então fique calmo, rs.

Como é feita a anestesia neste caso?

Segundo informações, repassados pelo Dr. Drauzio Varella: “a anestesia pode ser feita via bloqueio peridural, raquidiano ou geral”, comenta o médico.

Drauzio ainda afirma que: “existem duas técnicas usadas para poder corrigir a curvatura peniana. A primeira compensa o desvio (em sua tentativa), fazendo o que chamamos de prega no corpo cavernoso, sendo feita no lado oposto ao que se situa a placa”.

Drauzio ainda comenta que: “existe um lado inconveniente na técnica comentada anteriormente, deixando o pênis menor”.

“A segunda técnica, consiste em fazer uma incisão — em forma de H —  para liberar na placa”, salienta Dr. Drauzio.

Drazio ainda explica que: “depois que é feita a incisão, será colocado um enxerto”. “Será retirado um fragmento da veia de pericárdio bovino ou da veia safena, depois é enxertado no local da lesão”, comenta o médico.

Saiba que em 90% dos casos os resultados são excelentes: será “consertada” a lesão e isso não comprometerá a ereção do paciente — o que é ótimo, cá entre nós rs.

Traumas, fraturas e a fibrose peniana!

traumas e lesoes doenca de peyronie

Quando traumas e fissuras aparecem no pênis, a fibrose peniana tem mais chances de acontecer.

Os traumas normalmente acontecem durante o ato sexual, muitas vezes acontece, quando o homem não está tendo total controle durante a relação sexual. 

Para evitar problemas como os comentados anteriormente, use lubrificantes durante o ato sexual, ter cuidados com os movimentos serão indispensáveis.

Mesmo que você não esteja com o pênis (100%) ereto, siga as recomendações.

Se uma curvatura peniana já está em destaque, redobre os cuidados. Cuidado com o calor do momento, muitas vezes esquecemos de problemas como esse, durante o ato sexual.

Caso você note que os problemas estão agravando, procure um urologista. Esta é a melhor forma de resolver o seu caso.

Saiba também sobre os problemas sexuais masculinos aqui!

Diabetes e a Doença de Peyronie

Todo homem com diabetes deve ter maiores cuidados com a Doença de Peyronie.

Um alto índice de glicose no sangue provocará danos no funcionamento sanguíneo.

O que faz o pênis ficar ereto é justamente uma boa circulação, não só este fator, mas ele é um dos mais importantes. 

Caso você seja portador da diabetes e está lendo agora este artigo, leve a sério o seu tratamento da doença, o fluxo sanguíneo é um fator realmente fundamental para se ter uma boa ereção, se você tiver muita glicose em ação no seu sangue você terá grandes dificuldades em deixar o membro ereto.

Precisamos ressaltar que a diabetes dificulta a cicatrização, levando esta mesma dificuldade em casos como a Doença de Peyronie, o pênis demora mais tempo para se recuperar, mas existem tratamentos muito eficazes.

Quais são os principais exames da Doença de Peyronie?

O exame físico e a chamada anamnese são repetidos de forma periódica no consultório médico.

Você não precisará fazer nenhum exame complementar.

Fotos são altamente recomendadas para poder avaliar de forma criteriosa a evolução do tratamento.

Quando a Doença de Peyronie é descoberta de forma precoce é recomendado realizar o que nós chamamos de teste de ereção farmacoinduzida, é dada uma injeção vasodilatadora nos corpos cavernosos, no interior do pênis.

A partir daí, o cirurgião poderá avaliar melhor a deformidade, assim como a resposta erétil para escolher a melhor forma de fazer a cirurgia.

Recomendações essenciais

  • Não fique “louco” por conta da presença de um nódulo ou placa, pertinentes à doença de Peyronie, caso eles não interfiram na atividade sexual. Nesses casos, não necessitará de cirurgia ou tratamento clínico.
  • Não deixe a calma ir embora, nem fique ansioso. Esses problemas sim, podem dar um resultado negativo na questão da ereção e o prolongamento da mesma.
  • Não use aparelhos para aumentar o pênis, no máximo use um gel peniano ou remédios naturais para aumentar o pênis.
  • A doença de peyronie é considerada benigna, mesmo sem tratamento, não representa nenhum risco para a saúde de seus portadores.

Conclusão

Você acabou de entender como a Doença de Peyronie age, quais são as causas, o diagnóstico e formas de tratamento.

Caso você esteja sentindo alguns dos sintomas aqui citados, procure um urologista e cuide da sua saúde.

Você pode estar com algum problema além do que você imagina, não podemos brincar com a nossa qualidade de vida, não é verdade? 

Por isso, se este conteúdo lhe ajudou de alguma forma, por favor, compartilhe, ajude outros homens também.

Você pode também comentar, isso irá fazer com que este conteúdo seja visto por mais pessoas.

Agradeço sua atenção, esperamos ter ajudado de verdade tá?

Me chamo Diego Brasileiro e você acaba de ler mais um conteúdo do: Fatos Masculinos!

Diego Brasileiro

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sobre o Escritor:

Diego Brasileiro

Um novo jeito de escutar música: Amazon Music